quarta-feira, 27 de setembro de 2017

Identificando as vigas

Oi vizinhos, como estão?

Ainda estamos na amarração e vai longe pelo jeito, tem muito ferro ainda para amarrar.
Acho que deve ter umas 8 ou 9 vigas prontas até o momento, meu marido pegou o restante das férias (10 dias) e acredito que nesse período consiga adiantar bastante coisa. Meu irmão e meu marido que estão amarrando os ferros, eu corto o arame rsrsrsrs.

As vigas maiores já foram feitas, são as 3 aí debaixo, tem 2 vigas de 11 metros  e 1 viga de 14 metros. Todas as outras ficam entre 2 metros e 9 metros, será mais rápido de amarrar.



Precisávamos encontrar uma forma de identificar as vigas, pois depois vamos precisar saber onde vai cada viga. A forma que encontramos foi colocar um pedaço de sacola plástica com a identificação rsrs. Escrevemos com caneta mesmo e não saiu. Já choveu, deu sol e a escrita continua intacta.
Identificamos com o número da viga e com a metragem da mesma.
Quando for começar a construção é só olha na planta onde a viga 21 (exemplo abaixo) será colocada.




Estamos achando que faltará ferro de 8mm pois ainda tem muita viga com ferro de 8mm e está quase acabando. Isso que o engenheiro disse que calculou 20% a mais de ferro.
Acredito que lá por meados de Outubro começaremos.
estou muito ansiosa, não vejo a hora de começar logo e terminar hahahhaha, mas tenho total consciência que o término será demorado já que pretendemos construir com recursos próprios.
Abaixo o restante das vigas que já foram amarradas. 


Falta muita coisa ainda, tem trabalho para muito tempo ainda rsrs.
Logo volto com mais novidades.....

Bjos Adri


segunda-feira, 4 de setembro de 2017

Começamos a amarrar os ferros

Oi Vizinhos, como estão?


Começamos ontem a amarrar os ferros, tão feliz vendo a construção ganhar vida :) .
 
Essa semana que passou foi bem complicada para nós, infelizmente perdemos nosso gatinho Dudu, um gatinho muito especial para nós, estamos sentindo muito a falta dele  (faleceu no sábado dia 02/09) , ele era Felv+ (leucemia felina) uma doença terrível que não tem cura.  Acredito que pegou do irmãozinho dele o Léo, que também faleceu ano passado por causa da Felv. Estamos arrasados, sentindo muito a morte dele, chorei dois dias seguidos e ainda choro ao lembrar dele.
Então para tirar um pouco o foco dessa perda lastimável para nós, decidimos começar a mexer com a construção, foi bom passar a tarde amarrando ferro, pelo menos não chorei, consegui espairecer um pouco.
 
Meu Dudu (rajadinho) e meu Léo (branquinho), amarei para sempre, quanta falta nos fazem.
 
 
Já havia comprado os ferros um tempinho atrás, comprei todos os ferros da fundação , tanto para minha casa quanto para casa da mamãe, deu R$ 1.800,00 tudo.  Uma coisa que quero ver com vocês, é que no nosso projeto o Engenheiro colocou o ferro de 8 mm para a viga baldrame, meu pedreiro tá achando fraco, disse que o melhor será o de 10 mm. Como foi na casa de vocês?
 
Acho que vamos precisar reaprovar o projeto, pois o recuo frontal está como 6 metros, vamos mudar para 5 metros, pois com o 6 metros vamos precisar desmanchar a casa da minha mãe que já tem no terreno, com o 5 metros ainda dá pra fazer beirando a parede dela, sem precisar desmanchar, nessa brincadeira vai mais R$ 100,00 na Prefeitura e R$ 400,00 para o Engenheiro.
 
Nem começamos ainda e já tem uma alteração para fazer, faz parte né?!
 
Vamos começar mês que vem a construção, estou bem ansiosa, não vejo a hora de começar logo.
 
A primeira viga está pronta hahahaha
 
 
Bjos  Adri
 
 

terça-feira, 11 de julho de 2017

Projeto aprovado

Oi vizinhos

 

Finalmente nosso projeto foi aprovado, eebbaaaaa.

 

 Dei inicio no processo final de Janeiro, porém, algumas leis mudaram para quem deu inicio no processo depois do dia 11 de Janeiro (se não me engano), tivemos que fazer algumas alterações no projeto e enviamos novamente. Em Abril fizemos novas alterações. 

 

Mês passado foi solicitado mais uma alteração (todas as alterações foram processuais, não foi alterado estrutura) e agora finalmente o projeto foi aprovado.

 

 Estou tão feliz, pois nosso planejamento é iniciar em Outubro, ainda bem que o processo saiu antes.

 

Posso dizer que demorou bastante, mas devido a mudança da lei, se não acredito que seria rápido, pois depois que fizemos as alterações levou pouco menos de 60 dias, mas contando desde o inicio foram 6 meses de espera para o projeto ser aprovado. 

 

Já vamos começar a comprar alguns materiais , como o ferro por exemplo e ir amarrando. 

Tábuas e cimento vamos comprar em  Setembro , a loja deixa guardado por até 60 dias.  

Agora vamos providenciar os materiais para a fundação e também da  primeira laje (paredes e laje).

 

 Estou tão empolgada. Que Deus nos abençoe nessa etapa e que consigamos concluir esse sonho.

 

Bjos  Adri

 

terça-feira, 27 de junho de 2017

Viagem Gramado - RS

Oi vizinhos, tudo bem?
 
Hoje vou falar da nossa viagem a Gramado, espero ajudar aqueles que estão planejando uma viagem para lá.
Nós fomos a Gramado pela primeira vez em 2012, ficamos somente em Gramado e Canela, se você não conhece a cidade vale tirar pelo menos 4 dias somente para conhecer essas duas cidades. Lembro que fizemos todos os passseios possíveis, fomos aos parques, todos os  pontos turísticos e 4 dias foram suficientes.
 
Foto da viagem desse ano, no feriadão.
 
 
Dessa vez dividimos a viagem , primeiro fomos para Bento Gonçalves conhecer as vinícolas, ficamos quinta e sexta, por volta de 14:15 de sexta seguimos para Gramado onde ficamos até domingo.
 
Bento Gonçalves
 
Se tivesse mais tempo  ficaria 2 dias inteiros em Bento. Nesse 1 dia e meio rsrs, conhecemos ao todo 6 vinícolas e não deu tempo de  passar no caminho de pedras, também queria ter ido em mais algumas vinícolas, acredito que dois inteiros e mais meio período faríamos tudo com tranquilidade.
Acabamos nos atrasando na chegada, pegamos a rota do sol que é bemm mais longe, levamos em torno de  1 hora e meia a mais,  mas vale pela paisagem linda que deslumbramos. Nós deveríamos ter pego a Br116, seria mais rápido o trajeto.
 
Rodovia RS 453 - Rota do Sol

Chegamos por volta de meio dia em Bento, saímos de casa 2:45 da madruga.
Chegando em Bento fomos na vinícola Aurora, fica no centro da cidade. Tivemos sorte que estava começando uma visita naquele momento e ainda tinha vaga.



 
A visita durou em torno de 40 minutos , depois as degustações e compras. A visita é gratuita.
Compramos dois espumantes e um suco de uva, os preços são bem atrativos. Nossa compra ficou em R$ 55,00.  Saindo da Aurora fomos para o hotel fazer o check in, tomei um banho e seguimos para o Vale dos Vinhedos.
Ficava a mais ou menos uns 5 minutos de carro do hotel que ficamos, o Farina Park Hotel, gostei bastante do hotel  e do restaurante (precisa reservar o restaurante), os preços também são bem atrativos no restaurante do hotel.
No  Vale dos Vinhedos visitamos a Vinicola Miolo, a entrada custa R$ 30,00 e você ganha R$ 10,00
de desconto nas compras. A vinicola é linda, vale a visita. Compramos dois espumantes que deu R$ 60,00 (ganhamos R$ 20,00 de desconto, 10 do meu ingresso e 10 do ingresso do marido).


Vinícola Miolo

Vinícola Miolo, local onde acontece todo o processo de preparo do vinho






Degustação

Saindo da Miolo voltamos em direção a Casa Valduga,  fica antes da Miolo e não fica na principal do Vale dos Vinhedos, é preciso entrar em uma lateral que está bem sinalizada e é bem fácil de achar, só tem que ler as placas rsrs.

Chegamos na Casa Valduga por volta das 16:00 e não tinha mais vaga para visitação, então conhecemos a vinicola por fora e voltamos para o hotel, pois teríamos um curso de degustaão de vinhos e espumantes.
Fizemos um lanche, descansamos um pouco e fomos para a sala reservada para o curso. O curso foi dado pela Vinicola Peterlongo, era gratuito para os hospedes do hotel e precisava reservar a vaga.
Eu amei o curso, os vinhos e espumantes da Peterlongo, de todos foram meu preferidos.
Terminando o curso fomos jantar no restaurante do Hotel (precisa reservar). Depois do jantar ficamos batendo papo sentados ao pé da lareira e depois fomos dormir, estávamos muito cansados, estávamos a quase 24 horas acordados rsrs.

Curso de degustação de vinhos e espumantes

Antes do curso

Depois do curso, um tanto vermelha rsrs. Durante o jantar foi tirada essa foto.


Lareira já com o fogo no finalzinho, ajudou muito a aquecer.

Na sexta pela manhã tomamos o nosso café no hotel e já fizemos o check out, pois depois das visitas as vinícolas já seguiríamos para Gramado.
Fomos primeiro na Casa Valduga para não correr o risco de perder a viagem de novo, entramos no primeiro grupo da visitação, ás 09:30 , quem chegou uns 5 minutos depois que nós já não conseguiu vaga na primeira turma, lá é bem concorrido.  A vinícola é lindíssima, tanto dentro quanto fora, a visita durou cerca de 1:30 hora. Custa R$ 40,00 a entrada e você ganha uma taça para degustação ( a taça é sua ). Não compramos nada lá, por causa da pressa e tinha muita fila no caixa (aí que arrependimento, pois os vinhos e espumantes são ótimos). Saímos de lá por volta das 11:10 .

Degustação Casa Valduga

Parreral lindo, fico imaginando isso cheio de uva, deve ser lindo.









A vinícola é lindíssima



Seguimos para a vinícola Peterlongo, não visitamos apenas fizemos compras, já que havíamos degustado no hotel, também não daria tempo de realizar a visita, mas quem tiver tempo, faça a visita.
Compramos dois espumantes e um suco de uva, R$ 79,00 , também compramos um vinho e um frisante para um casal de amigos que pediram, eles que nos indicaram a vinícola, adoram a Peterlongo e nós também viramos fã, tanto pela história quanto pela qualidade.

Vinícola Peterlongo

Saindo da Peterlongo seguimos em frente e fomos na Chandon, que também fica em Garibaldi. Na verdade antes de ir na vinícola paramos para almoçar.
Na Chandon a visitação é somente com agendamento, eu havia agendado para sexta ás 09:00, porém, como não conseguimos visitar a Casa Valduga  ma quinta e fomos lá na sexta pela manhã, desmarquei a visitação na Chandon, agendei para ás 11:00, mas também não deu tempo, a tarde não tinha mais vaga. Lá na Chandon degustamos dois espumantes o carro chefe deles o Chandon Brut e o Chandon Passion, compramos o Passion apenas, não gostei do outro. Saiu por R$ 62,00.


Entrada da vinícola Chandon


Na frente da Chandon fica a Domno, eu também adoro os espumantes deles, compramos dois, custou R$ 65,00.  Saimos da Domno por volta das 14:15 e seguimos rumo a Gramado, fomos por Nova Petrópolis, estávamos em Garibaldi só seguimos reto em direção a  Carlos Barbosa, entramos em Feliz  e seguimos até Nova Petrópolis e depois é Gramado.
Paramos em Nova Petrópolis , brincamos no labirinto verde e apreciamos a beleza da praça.
A Cidade é uma graça também. Seguimos para Gramado e chegamos por volta das 17:00, isso porque paramos um bom tempo em Nova Petrópolis, senão chegaríamos em Gramado umas 16:00.

Na pracinha de Nova Petrópolis


Labirinto verde, nos perdemos nele rsrs



Chegando em Gramado fomos direto para a casa ( em Gramado reservamos um quarto pelo site Airbnb) . Amei a experiência sem contar a economia rsrs. A casa ficava muito próxima do Lago Negro, ficamos em uma suíte, os donos nos deixaram super a vontade. Com certeza voltaremos.
Só arrumamos as coisas e já fomos passear pelo centro. Primeira parada, chocolates Prawer, tomamos um chocolate quente delicioso. Ficamos passeando pela Borges de Medeiros até chegarmos na fonte do amor eterno. Lá claro, deixamos nosso cadeado com nossos nomes na fonte. Andamos bastante pela Cidade, depois fomos jantar  e por volta das 22:00 acho voltamos pra casa, fim do dia.

Fonte do amor eterno





 


No sábado pela manhã fomos para Canela, tomamos café por lá, andamos pelo Centro, fomos na Igreja, voltamos para Gramado, almoçamos , andamos muiitooo pela Borges de Medeiros, compramos chocolates, tomamos café, ficamos sem fazer nada só curtindo o frio e a beleza da Cidade rsrs. Fomos pra casa nos arrumamos e fomos jantar. Jantamos no Maximilia, restaurante bem decorado, clima agradável, fomos de Fondue. Estava ,muito bom.

Canela

Igreja de Canela


Domingo acordamos por volta das 8:30 , nos arrumamos e pegamos a estrada as 10:30 para voltarmos para Joinville, antes claro, paramos na Borges de Medeiros e tomamos um chocolate quente para nos despedimos rsrs. Nossa vontade era volta só a tarde, mas imaginei que teria muito trânsito, na segunda iriamos trabalhar super cansados, então voltamos mais cedo, ainda bem, porque levamos quase 11 horas para chegar em casa, tinha muito movimento. Cheguei em casa e já fiquei imaginando quando voltar rsrsrsrsrsr . Amamos Gramado, amamos a Serra Gaúcha, lugar incrível.


Na rota do sol tem um mirante onde podemos deslumbrar de uma paisagem surreal.

Lago Negro





Passeando pela Borges de Medeiros


 Borges de Medeiros próximo a Rua Coberta

Antes de voltar pra casa, parada para tomar o último chocolate quente

No centro de Gramado

Igreja de Gramado

Borges de Medeiros



Gastos:
 
Gasolina: R$ 391,00 ( alugamos um Ônix , é super econômico, fez uma média de 17km por litro na estrada. A gasolina é cara lá, ficando em torno de R$ 3,80 a R$ 3,89 o litro, digo cara pois chegamos em Joinville estava R$ 3,13 o litro). Não lembro exatamente mas andamos cerca de quase 1700 km.
Comida: R$ 470,00
Pedágio: R$ 25,80
Chocolates R$ 39,00
Vinhos e espumantes: R$ 321,00
Visita vinícolas (entrada) : R$ 140,00
Chocolate quente: R$ 48,00
Hotel Bento: R$ 199,00
Hotel Gramado:  R$ 338,00 (pelo site Airbnb)
Aluguel carro em Joinville : R$ 399,00
Cadeado (para fonte do amor eterno): R$ 30,00
 
Total : R$ 2.397,20 (ficando dentro do limite que estipulamos, que seria 2.400)
 
 
Saudades, já quero voltar.

Bjos Adri